Acusado de matar cigano para se livrar de dívida é preso com carro roubado

0
Compartilhar:

O comerciante Jailton Carvalho Santos foi preso nesta segunda-feira (24) após fugir do Complexo Prisional Lemos de Brito. Jailton estava detido desde setembro de 2014 após confessar o assassinato do cigano Jair Ferraz de Almeida, ocorrido em um trecho da BR-324, em agosto daqueles mesmo ano. O crime foi motivado por um dívida que o comerciante obteve com Jair.

Após o crime, parentes de Jailton foram sequestrados, torturados e tiveram os corpos carbonizados. Em agosto de 2016, os gêmeos, Cézar Sílvio e Sílvio Cézar Carvalho Santos, irmãos de Jailton, também foram assassinados, no bairro de Cosme de Farias. Eles foram surpreendidos por dois homens em uma motocicleta na Baixa do Tudo e mortos a sangue frio. O cigano Gilmar Ferraz Almeida, irmão de Jair e suspeito de envolvimento nas mortes, está sendo procurado.Segundo a polícia, Jailton foi preso juntamente com Lázaro Magno da Silva Alcântara e Felipe Bittencourt de Araújo por uma equipe da Delegacia de Repressão à Furtos e Roubos de Veículos e do Esquadrão Águia, da Polícia Militar.

Eles estavam com um carro Citroen C4 de placa clonada e uma picape Mitsubishi Triton L-200. O Citroen foi roubado no dia 11 de abril, em Feira de Santana, e a Mitsubishi no dia 22 do mesmo mês, em Conceição do Jacuípe. Jailton, que estava com mandado de prisão em aberto, apresentou documento falso no momento da prisão.

Compartilhar:

Deixe um Comentário