Neymar vê vaga quase impossível e diz: “Nunca passei por essa situação”

0
Compartilhar:

A feia e surpreendente derrota por 4 a 0 para o Paris Saint-Germain, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, deixou os jogadores do Barcelona bastante abalados. Após a partida desta terça, quase ninguém quis encarar a imprensa na zona mista do Parque dos Príncipes. Coube a Neymar, um dos poucos que se salvaram em termos de atuação por ter buscado bastante o jogo, desabafar sobre a atuação da equipe catalã – ele não tem o costume de falar depois dos duelos. Para o brasileiro, reverter esse resultado daqui a três semanas, em Barcelona, é “praticamente impossível”

Olha, foi um jogo atípico, que dificilmente acontece pra gente. Mas os méritos são do Paris. Fizeram um grande jogo, marcaram muito bem, chegaram bem no nosso gol. Agora é pensar no próximo jogo, ver o que a gente pode fazer e tentar a virada, que está muito difícil, praticamente impossível. Mas a gente não pode desistir.

Visivelmente cabisbaixo, Neymar disse que a situação de sair com tamanha desvantagem em um mata-mata é novidade para ele e que a preparação para a volta será complicada.

– É muito difícil se preparar para um jogo assim. Você está com quatro gols atrás… Acho que nunca passei por essa situação. Então, não posso te responder essa pergunta. O que vou fazer é me doar ao máximo no próximo jogo para que a gente possa virar.

O atacante do Barcelona garantiu que a grande atuação do Paris Saint-Germain não surpreendeu a equipe catalã.

– Não, a gente sabia que o PSG tem uma grande equipe. Eles têm jogadores de muita qualidade. Nós que não estávamos bem, que não fizemos o trabalho correto, e por isso fomos surpreendidos pelo resultado.Por fim, Neymar comentou a relação que tem com os brasileiros do PSG – alguns são seus companheiros de Seleção – e falou sobre a conversa que teve com eles em campo.

– Do jogo a gente não comenta muita coisa não. Tenho uma amizade muito grande com o Marquinhos, Thiago (Silva), Lucas e Max (Maxwell). A gente conversou porque fazia um tempo que não se via. Mas do jogo nós falamos muito pouco – afirmou.

Compartilhar:

Deixe um Comentário